Menu

logo secrailogo secrai editora

RECONSTRUINDO O CARÁTER FERIDO

 

Atribui-se a D. L. Moody a seguinte afirmação: “O caráter é o que somos em meio da escuridão, quando ninguém está nos olhando” A frase é verdadeira e no mínimo, incomodativa, mas atire a primeira pedra quem nunca olhou, pensou, ouviu, manuseou ou caminhou num terreno nebuloso e escuro, quando estava fora das vistas daqueles que o conheciam (cônjuge, pastor, amigos, irmãos etc.)? De alguma forma, em menor ou maior medida, todos nós possuímos áreas obscuras. O salmista Davi nos diz: “Quem há que possa discernir as próprias faltas? Absolve-me das que me são ocultas”.

Certo psicólogo disse que a pior nudez é a da alma! Tirar a roupa da alma talvez seja o maior de todos os desafios para um ser humano, inclusive o cristão. É muito difícil compartilhar com alguém alguns dos pensamentos ou sentimentos que guardamos lá no fundo da nossa memória, coisas que nos envergonham, nos entristecem, e que nos fazem temer que outros nos rejeitem se tomassem conhecimento de tais coisas.

Eu acredito que Deus quer nos dar um caráter saudável. De antemão, entendo um caráter sadio como a junção de duas virtudes: transparência e espírito quebrantado. A transparência nos leva a uma vida de verdade e santidade. O espírito quebrantado nos conduz ao arrependimento e à humildade. Jesus nos disse: “Portanto, cuidado para que a luz que está em seu interior não seja trevas” . Deus quer fazer a nossa luz brilhar, sem precisarmos guardar trevas dentro de nós. Paulo na sua última carta escrita antes de sua morte, apelou ao filho Timóteo: “Procura apresentar-te a Deus, aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade” . Duas palavras podem ser destacadas neste texto, na finalização desta introdução. A primeira é “procura”, que no grego spoudazo, significa, “emprenha-te, esforça-te, apressa-te”. Buscar um caráter aprovado deve ser uma prioridade do líder. Exigirá esforço e comprometimento. O segundo termo que destaco é “envergonhar”, que no grego quer dizer, “não ter motivos para envergonhar-se”. Como vimos um caráter adoecido pode ser um motivo de vergonha e tragédia no futuro.

De algum modo nosso destino está em nossas mãos. Ele poderá ser brilhante, se seguirmos o caminho eterno, mas poderá ser catastrófico, se trilharmos uma estrada de trevas. Salomão disse: “Saiba que a sabedoria também será boa para a sua alma; se você a encontrar, certamente haverá futuro para você, e a sua esperança não vai decepcioná-lo” . O existencialista Sartre teve razão quando disse: “O mais importante não é aquilo que fizeram de nós, mas o que faremos com aquilo que fizeram de nós”. Atribui-se a Charles Reade a seguinte afirmação, "Semeie um pensamento, e você colherá um ato. Semeie um ato, e você colherá um hábito. Semeie um hábito, e você colherá um caráter. Semeie um caráter, e você colherá um destino".

ALCIONE EMERICH

31 comentários

Deixe um comentário

Certifique-se de preencher os campos indicados com (*). Não é permitido código HTML.

voltar ao topo

Livros em Destaque

  • abuso-espiritual
  • contaminacao-espiritual
  • familia-doente-filho-ferido
  • fisico-psicologico-ou-espiritual
  • herncas-do-pasado
  • libertando-os-cativos-02-aluno
  • libertando-os-cativos-02-professor
  • libertando-os-cativos-aluno
  • libertando-os-cativos-professor
  • reconstruindo-o-carater-ferido
  • saindo-do-cativeiro

Escritório Secrai

(27) 3066- 7152  / 3051- 0877faleconosco@secrai.com.br
Av. Eldes Scherrer Souza, 1025, Centro Empresarial da Serra, Sala 409
Laranjeiras – Serra – ES | CEP: 29165-680